Sobre o NEXT

O perfil do profissional universitário desenhado pelos estudos da Organização Européia para a Cooperação e o Desenvolvimento (OCDE) é o de um profissional preparado dentro de um currículo flexível, com capacidade cognitiva de resolução de problemas, adaptável às mudanças e a novos processos tecnológicos, com boa dose de criatividade e atitude mental que aceite a educação por toda a vida. Sabe-se, também, que uma das orientações da UNESCO é que seja promovida a participação dos estudantes como principais parceiros e participantes responsáveis na renovação da educação superior, tendo em vista que um dos tópicos importantes do atual debate internacional consiste na análise das relações entre universidade e sociedade.[1]
 
No contexto das atribuições do ensino superior encontra-se a Extensão Universitária, a qual está prevista desde o artigo 207 da Constituição Federal, ao Capítulo VI, artigo nº 53  da Lei 9394/1996. Tais textos evidenciam a necessidade de articulação e diálogo entre o conhecimento produzido sistematicamente na universidade e os diversos saberes disponíveis na sociedade. Isso faz da Extensão Universitária uma importante etapa para a  formação do futuro profissional como um espaço pedagógico de articulação da  teoria e prática.

Na Faculdade Adventista da Bahia (FADBA), a Extensão Universitária está ligada à Coordenação de Pós-graduação, Pesquisa e Extensão e se faz ver através do Núcleo de Extensão (NEXT). Este é o responsável por promover e estruturar as atividades de extensão junto com os coordenadores da graduação e pós-graduação.
 

OBJETIVOS DA EXTENSÃO
  • Evidenciar a indissociabilidade da tríade ensino, pesquisa e extensão nas ações realizadas;
  • Fomentar o comprometimento da comunidade universitária com interesses e necessidades da sociedade, em todos os níveis, estabelecendo mecanismos que relacionem o saber acadêmico a outros saberes;
  • Democratizar o conhecimento acadêmico e a participação da FADBA junto à sociedade;
  •  Contribuir positivamente para o desenvolvimento da consciência social e política dos acadêmicos, formando profissionais-cidadãos comprometidos com os valores bíblico-cristãos;
  • Participar criticamente das propostas que objetivem o desenvolvimento local e regional, econômico, educativo, científico, tecnológico, social, esportivo, cultural e artístico;
  • Enriquecer os currículos dos cursos de graduação e pós-graduação com ações educativas significativas e transformadoras;
  • Sistematizar os conhecimentos produzidos;
  • Vivenciar a responsabilidade social no cotidiano;
  • Possibilitar novos meios e processos de produção, inovação e transferência de conhecimentos, permitindo a ampliação do acesso ao saber e o desenvolvimento tecnológico e social do país.
 

[1] Bernheim, Carlos Tünnermann. Desafios da universidade na sociedade do conhecimento: cinco anos depois da conferência mundial sobre educação superior / Carlos Tünnermann Bernheim e Marilena de Souza Chauí. – Brasília : UNESCO, 2008. 44 p.
 

Se você tem interesse em estudar na Faculdade Adventista da Bahia, deixe seus dados e entraremos em contato.